EQUIPE GARMIN-CERVÉLO | Zone Diet

EQUIPE GARMIN-CERVÉLO

Em 2010, a Equipe Garmin-Cervélo passou a ser acompanhada pela equipe da Zone Diet norte-americana, com orientação direta do Dr. Barry Sears. Ph.D. Os laboratórios do Dr. Sears monitoravam os níveis de inflamação dos atletas durante todo o ano e antes da competição através de um exame desenvolvido para medição da razão entre os níveis de ácido araquidônico (um tipo de Ômega-6) e do ácido eicosapentaenoico (um tipo de Ômega-3).

Segundo o Dr. Sears, “para saber se você está pronto para correr o Tour de France ou o Ironman, no Havaí, precisa descobrir se está no estado de máximo desempenho que a sua genética permite”. Com isso em vista, a Equipe Garmin-Cervélo se consultou com Dr. Sears para aplicação do método Zone Diet e do uso de Ômega-3 ultrafiltrado e ultraconcentrado para diminuir os níveis de inflamação e aumentar a performance.

De acordo com o blog Garmin-Cervélo, a equipe diminuiu de forma expressiva os tradicionais pães e massas que os atletas costumavam consumir e aumentaram o consumo de carnes magras como frango, peru e peixe, legumes e frutas, além de realizarem suplementação com o óleo de peixe – Ômega-3.

DEPOIMENTO:

Confira o depoimento do nutricionista e quiropraxista responsável pela equipe, o Dr. Kevin Reichlin:

“Os estudos sanguíneos que a Zone Labs aplicou em nossos ciclistas antes do Tour de France foram essenciais para determinar a quantidade exata de óleo de peixe, tanto como fazer recomendações dietéticas específicas para cada atleta. O Dr. Sears e a equipe da Zone Labs foram fundamentais em nos ajudar a criar as modificações dietéticas para cada ciclista. Nós agradecemos a eles imensamente.”

 

 

O uso de doping (anabolizantes) é realizado desde a década de 50 pelos atletas de elite. Desde o começo das grandes competições, os esportes que mais recorreram ao uso de doping foram o ciclismo e a natação.

Mas em 1975, o COI (Comitê Olímpico Internacional) baniu o uso de esteroides anabólicos definitivamente. No entanto, os testes para detectar o doping eram escassos e pegavam poucas substâncias ilícitas.

Confira abaixo como a história da principal competição mundial de ciclismo foi marcada pelo uso de anabolizantes e o papel fundamental da Zone Diet para mudar este cenário:

  • Em 1975 o COI (Comitê Olímpico Internacional) bane o uso de esteroides anabólicos. Ainda assim os testes para doping eram escassos e detectavam poucas substâncias ilícitas.
  • Em 1976 alemãs orientais ganham 11 de 13 Medalhas de Ouro em Montreal e estabelecem 8 Recordes Mundiais mesmo após serem todas submetidas a testes antidoping.
  • Em 1991, 21 técnicos alemães orientais admitem terem dopado suas nadadoras depois da queda do muro de Berlin.
  • Em 1998, metade dos ciclistas do Tour de France de 1998 se desligam da prova após saberem dos testes antidoping de EPO (eritropoietina – hormônio utilizado para aumentar o número de glóbulos vermelhos e assim potencializar a capacidade de transporte de oxigênio sanguíneo que melhora a resistência física e capacidade aeróbica).
  • Em 2005, Lance Armstrong ganha seu 7º título consecutivo no Tour de France, um recorde nunca alcançado antes por ninguém.
  • Em 2006, Floyd Landis ganha o Tour de France e em seguida perde o título por doping de testosterona.
  • Em 2007, a equipe Garmin foi fundada com o objetivo de provar que um time sem doping pode competir nos níveis mais altos, submetendo-se a testes antidoping com regularidade durante todo o ano antes da prova.
  • Em 2011, a equipe Garmin-Cervélo ganha o Tour de France.
  • Após um ano de investigações e acusações por parte de seus colegas de equipe (incluindo Floyd Landis), em 2012, Lance Armstrong perde seus 7 títulos do Tour de France (de 1999 a 2005) por doping e é banido do ciclismo competitivo.