Zone Diet

Perda de Peso

MANUEL URIBE

Manuel Uribe Garza foi considerado o homem mais obeso do mundo em 2007 pelo Guiness Book, com 597 quilos. Impossibilitado de sair da cama e de trabalhar desde 2001, e com diversos problemas de saúde, Manuel foi a TV implorando por ajuda para perder peso, chamando atenção mundial.

Foi quando conheceu a Zone Diet e passou a ser acompanhado pela equipe norte-americana chefiada pelo Dr. Barry Sears, Ph.D., e também pela Dra. Silvia Orozco, Ma., chegando a eliminar 270 quilos apenas com a nutrição anti-inflamatória.

Manuel Uribe morreu em 2014, em um hospital, devido a complicações após uma cirurgia, entretanto o apoio da equipe Zone Diet foi fundamental durante todo o período anterior ao fato, proporcionando mais qualidade de vida e a longevidade possível diante de um quadro tão desafiador para a ciência.

Assista a série de reportagens produzida pelo Discovery Channel e saiba mais sobre a história de Manuel Uribe, sua batalha para perder peso e salvar a sua vida: https://www.youtube.com/watch?v=26aYun3SeJg&list=PLWJ3kFLLP4flYI8NfRCS4s8eAZprLQ3lG

WILSON LIMA

Após inúmeros alertas de seus médicos para emagrecer, pois encontrava-se em obesidade mórbida e com alto risco cardiovascular, tendo tido um AVC em 2005, Wilson Lima resolveu solicitar ao seu plano de saúde a autorização para fazer a cirurgia bariátrica. Chegando lá, a atendente lhe disse que tinha assistido a uma palestra da Zone Diet, mostrando o emagrecimento de diversos obesos mórbidos apenas com a dieta e reeducação alimentar, sem precisar apelar para cirurgia ou medicações. Dessa forma, o Wilson chegou até nós com 134 Kg, esteatose hepática (gordura no fígado) em Grau Elevado, apneia do sono controlada por uso do equipamento CEPAP e enxaquecas recorrentes.

RESULTADOS:

  • Chegou em 1 ano e 6 meses ao peso de 76 Kg;
  • Com 1 ano e 3 meses, a esteatose hepática desapareceu;
  • Após alguns meses suas enxaquecas desapareceram;
  • Após 2 anos passou a conseguir dormir bem sem o uso do CEPAP;

DEPOIMENTO:

“Eu tinha 59 anos e uma idade metabólica de 95. Hoje tenho 61 anos e me sinto como se tivesse 53. Perdi todas as roupas, mas ganhei disposição.”